Startocs.2 - Escuta Ativa

29.08.2018 // Gustavo Gomes de Matos

Escuta Ativa

Saber ouvir é o fator mais importante para o sucesso na comunicação, e, ao mesmo tempo, um dos aspectos mais negligenciados no seu processo. De um modo geral, ocupamo-nos mais em “falar”, em determinar conceitos e pré-conceitos, em expressar opiniões e ditar regras, do que ouvir e estabelecer uma dinâmica de diálogo, que consiste em duas lógicas que se interagem, transitando no fluxo da compreensão mútua, da construção do entendimento e da consolidação do relacionamento.

A aptidão em saber ouvir é um dos mais importantes diferenciais para se alcançar êxito na comunicação interpessoal. Podemos chegar a essa conclusão ao percebermos a relação de causa e efeito entre comunicação eficaz e ações bem-sucedidas.

Saber ouvir é desenvolver a escuta ativa. Escutar ativamente é dar toda a atenção e ajuda para a outra pessoa se comunicar. É uma atitude de consideração e respeito ao seu interlocutor.  A escuta ativa é a expressão de uma atitude de abertura ao diálogo e de compartilhamento de informações, opiniões e ideias. 
Escutar ativamente consiste em exercitar as seguintes ações:
         -  Fazer perguntas esclarecedoras;
        -  Admitir dificuldades de compreensão;
        -  Anotar os pontos chave de uma conversa, palestra ou reunião;
         -  Manifestar discordância em forma de perguntas para manter o diálogo.

Saber ouvir transcende o ato de escutar quem fala; é compreender a pessoa que se expressa; é entender a mensagem que se transmite; é assimilar o que é dito por palavras, olhares, atitudes, gestos ou silêncio; é perceber a grandeza da essência da comunicação e do diálogo; é alcançar a plenitude do relacionamento humano e a captação do sentido de nossa existência.

Aprimorando o “ouvir” para melhorar a comunicação

Devemos sempre nos preparar para um processo de comunicação de mão dupla, privilegiando mais o ouvir do que o falar. Ao falarmos em profusão, prejudicamos nosso potencial de persuasão e interação, exaurindo a capacidade de atenção e reflexão do nosso interlocutor.

Saber ouvir implica em descobrir maneiras de convidar a outra parte a escutá-lo, facilitando as questões para que ela lhe dê atenção. Isso pode exigir que você reformule suas afirmações, até poder transmitir com precisão o que pretende.

Assim:

  • Questione seus pontos de vista e identifique abordagens importantes a serem levantadas pelos seus possíveis interlocutores, colocando-se na perspectiva deles.
  • Reformule suas opiniões para ajudar a outra parte a entendê-las.
  • Esforce-se para compreender como o seu interlocutor poderia reagir às suas afirmações.
  •  Procure expressar seu pensamento de diferentes formas, até sentir que tem domínio do assunto e flexibilidade para argumentar, persuadir e, até mesmo, mudar de opinião.