Bem-vindo à Biblioteca Digital do Instituto Gênesis. Aqui você encontra artigos e publicações, relacionados a área de empreendedorismo e inovação, produzidos pelos pesquisadores associados, co-ligados e colaboradores do Instituto Gênesis. Nosso acervo está disponível com o objetivo de contribuir para a difusão da cultura empreendedora no país.

Tecnologia Social e economia solidária e as possibilidades de inserção soberana na economia

24.09.2010
Autor:
Ricardo F. de Mello e Ruth E. S. de Mello
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
Este artigo buscou discutir questões derivadas da proximidade entre as teorias circunscritas à economia solidária e o papel da tecnologia social em um contexto em que esta agregaria à economia solidária uma maior concretude, elemento importante considerando o caráter utópico dos seus princípios. A sinergia entre ambos os campos do conhecimento são claras e também variadas. Iniciativas são apresentadas e agrupadas de modo a possibilitar a formulação de questões temáticas em torno de teorias circunscritas à tecnologia social e economia solidária. Ditos agrupamentos identificam a tecnologia social em empreendimentos econômicos solidários sob a ótica da inovação e soluções técnicas; da organização e desenvolvimento comunitário; e da participação popular e controle social da esfera pública. Tal enfoque é precedido por ponderações sobre o lugar que a tecnologia tem na agenda dos agentes da economia solidária brasileira.

Avaliação do Capital Conhecimento em Programa de Formação de Empreendedores

01.01.2010
Autor:
Sandra Korman DIB, Pierre OHAYON e José Alberto Sampaio ARANHA.
Local da publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil.
Resumo:
O presente trabalho apresenta uma reflexão sobre os mecanismos de avaliação numa sociedade caracterizada pela aceleração e extensão das mudanças e pela elevação do grau de complexidade dos projetos empreendedores em Formações de Empreendedorismo e Incubadoras de Empresas. Apresenta os principais problemas relacionados com a avaliação, à luz da influência do novo paradigma técnico-econômico na Sociedade do Conhecimento e destaca novas lógicas de avaliação apresentando ao final um conjunto de recomendações para aumentar a eficácia do processo de avaliação, integrando essa função à de planejamento.

Cultura como vetor de desenvolvimento cultural

21.12.2009
Autores:
Julia Gama Bloomfield Zardo e Ruth Espínola Soriano de Mello
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
As autoras apresentam o contexto segundo a qual houve a emergência das indústrias criativas e a diversidade de conceitos que hoje existe em torno deste tema. Questões-chave conceituais são apresentadas trazendo a contribuição de importantes autores e instituições envolvidas com a temática. É também abordada a relação entre cultura e desenvolvimento e sua aplicação no território.

Abordagem histórica do Sistema Nacional de Inovação e o papel das Incubadoras de Empresas na interação entre agentes deste sistema.Incubação de empresas orientadas para a geração e uso intenso de

10.07.2009
Autor:
LYGIA ALESSANDRA MAGALHÃES MAGACHO e TAIS NASSER VILLELA
Local de publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
O artigo aborda historicamente o Sistema Nacional de Inovação Brasileiro elencando seus principais atores e destacando as incubadoras de empresas como mecanismos dinamizadores. O SNI é formado por um grupo articulado de instituições dos setores público e privado cujas ações e interações são decisivas para a promoção da inovação no país. É consenso na literatura que o Brasil possui um SNI imaturo, pouco eficiente se comparado aos sistemas de inovação de países desenvolvidos. Este trabalho apresenta as principais razões históricas para esse fato e destaca o esforço que o país tem realizado para alavancar o processo de inovação no seu setor produtivo, dando enfoque especial ao mecanismo de geração de empreendimentos inovadores denominado Incubadora de Empresas.

Creativity: key elements for its understanding and interpretation – people, environment and culture.

01.01.2009
Autor:
Paulo C. De Miranda, José Alberto S. Aranha e Julia Zardo
Local da Publicação:
Science & Public Policy
Resumo:
This paper was originally presented during the 2007 IASP World Conference in Barcelona, Spain. It has undergone considerable revision by the authors. All works cited in this paper which required translation from Portuguese into English, were made by the authors.

Encontrando o Empreendedor: diálogo sobre a transição da invenção à inovação

01.01.2007
Autores:
Arnaldo Pinheiro Costa Gaio, Antonio José Junqueira Botelho e Paulo Roberto Tavares Dalcol
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
Este artigo apresenta o roteiro de uma entrevista com um empreendedor sobre a transição da invenção à inovação. Apresentam-se a relevância e o referencial teórico utilizado em sua construção. Em seguida, são apresentadas orientações sobre a seleção de empreendedores e a condução das entrevistas. Nas considerações finais, expõem-se os objetivos que motivaram a criação deste roteiro, seus pontos positivos e negativos e a importância de difundi-lo para o estudo do empreendedorismo tecnológico e como fomento de políticas de ciência e tecnologia (C&T), especialmente as que visem promover a inovação tecnológica.

A learning and lecturing based entrepreneurial university: a case study

01.01.2007
Autores:
José Alberto Sampaio Aranha, Julia Zardo, Lygia Magacho, Leonardo Melo e Fabio Silveira
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
The university’s role at the society’s point of view has changed over the last decades. However, in brazilian universities’ case, although this new paradigm is latent, not all of them seem to have settled for this model. This paper discusses a new mission of an entrepreneurial university through a case study of a university’s network that intend to set a technologic innovation platform based on high efficiency incubators, which, once network-oriented, act as generators of high technology enterprises and as strategic and institutional dynamizing agents focused on supporting the development of clusters in their regions. The paper will present the conception process, the agent’s sensibilization and the multi-local triple helix’s articulations, inside and outside the involved universities, in order to point out a pathway of reapplication of the presented methodology.

Proposta de Plano de Negócios para empreendimentos sociais

01.01.2007
Autora:
Silvina Ana Ramal
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
O presente artigo tem por objetivo propor um modelo de plano de negócios para organizações sociais sem fins de lucro, ou seja, as organizações incluídas no que se define como Terceiro Setor.

Diante da crescente demanda por uma gestão profissional nestas organizações, e a necessidade de estruturar-se para receber financiamentos altos disponíveis através de diversas empresas e fundações, o plano de negócios é uma ferramenta extremamente importante e útil.

O plano de negócios é fundamental também para as organizações que desenvolvem projetos para atingir sua sustentabilidade, objetivo de grande parte delas hoje, exigido muitas vezes pelos próprios financiadores.

No entanto, é preciso definir que informações devem constar deste plano de negócios. O que é mportante incluir neste documento dadas as especificidades destas organizações.

Ao longo do trabalho, listaremos os tópicos que devem estar incluídos num modelo de plano de negócios para organizações sem fins de lucro.

Planejamento de Empreendimento Sociais - Promoção de Empreendimentos orientados para o desenvolvimento local e setorial

01.01.2007
Autores:
Catia Jourdan e Arthur Sheng Yang Su
Local da Publicação:
Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Resumo:
O Plano de Negócios é um instrumento importante para a entrada de
empreendimentos, de toda natureza, no mercado. Com os empreendimentos
sociais esta realidade não é diferente. No entanto, os empreendedores neste
segmento, na maioria das vezes, empreendem por necessidade e não conseguem
perceber os benefícios que esta ferramenta proporciona. Desta forma, para
cumprir sua missão de desenvolver empreendimentos sociais auto-sustentáveis, a
Incubadora Social de Comunidades do Instituto Gênesis da PUC-Rio desenvolveu
uma metodologia que permite a estes empreendedores ter acessos ao
planejamento de seus negócio

Comunicação e Cultura no Desenvolvimento Local

01.08.2006
Autor:
Julia Zardo e Fábio Silveira
Local de publicação:
Resumo:
Este trabalho analisa a relação que se configura atualmente entre Comunicação, Cultura e Desenvolvimento Local. Seu objetivo é analisar como a Comunicação e a Cultura podem ser fatores fundamentais para o Desenvolvimento Local de uma comunidade servindo como base para formulação de políticas públicas nesta área.

* Pôster apresentado no XVI Seminário Nacional de Incubadoras e Parques Tecnológicos
| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 |

PALAVRA-CHAVE

FILTRAR POR CATEGORIA