Bem-vindo à Biblioteca Digital do Instituto Gênesis. Todos os trabalhos presentes na Biblioteca abordam o empreendedorismo e a inovação, em seus espectros social, econômico, cultural e/ou ambiental. Nossa Biblioteca está dividida em duas seções:
- Artigos, publicações, teses e dissertações realizadas por pesquisadores do Instituto Gênesis, ou realizadas por pesquisadores que abordam o Gênesis em seus trabalhos;
- Trabalhos de Conclusão do Curso de Pós-graduação em Educação Empreendedora da PUC-Rio realizado pelo Gênesis e Departamento de Educação da Universidade em parceria com o Sebrae.

Proposta de metodologia de avaliação do impacto empreendedor da universidade de pesquisa: Estudo de caso da PUC-Rio

15.02.2018
O surgimento de uma economia empreendedora baseada na inovação, ao longo das duas últimas décadas, gerou novas demandas para a sociedade e definiu novas funções e papéis para a universidade de pesquisa e para a metrologia. Nesse sentido, por um lado, à medida que a universidade de pesquisa se transforma em uma universidade empreendedora com auxílio do governo, crescem as demandas sociais e políticas por resultados. Por outro, a metrologia é chamada a evoluir seus conceitos e métricas para atender a demandas do setor de serviços e dos processos de inovação, dominantes na economia empreendedora. Assim, os resultados dessa pesquisa para dissertação de mestrado produzem uma metodologia de avaliação de impacto que poderá ser de fato aplicada e gerar um ativo importante para a
PUC-Rio, assim como para outras universidades de pesquisa que busquem trilhar um caminho semelhante.

Evolution of Social and Creative Enterprise Incubation Methodology: The Case of Multisectorial Incubator Gênesis Institute PUC-Rio

01.11.2017
Authors: Ruth Soriano de Mello, Julia Zardo e Davi Cerqueira de Lemos
Abstract: The purpose of this chapter is to critically describe the historic methodological process of the Gênesis Institute of PUC-Rio, University Incubator, during its 20 years of operation in Rio de Janeiro together with entrepreneurs of necessity and opportunity. PUC-Rio will qualify as an Entrepreneurial University and the Gênesis Institute as a multisector incubator in the 3rd phase of maturity. Additionally, another
aim of this chapter is on supporting the generation of innovative entrepreneurs and ventures in the social and cultural sectors from a historical illustrated vision of cases of incubated ventures.

Ambientes de Inovação e mecanismos de geração de empreendimentos: estudos de caso sobre a economia criativa na cidade do rio de janeiro

25.09.2017
Autora: Julia Zardo
Resumo:Motivam esta tese a existência de iniciativas de promoção de ambientes de inovação, sua crescente valorização e a exígua relação destes ambientes com a Economia Criativa. Sua contribuição está no intuito de reconhecer, detalhar, avaliar e, por fim, sugerir métricas mais subjetivas e pertinentes aos ambientes de inovação no contexto da Economia Criativa, diferentes das mais frequentemente utilizadas. Para isso, a tese se utiliza de a) referencial bibliográfico nacional e internacional, b) breve caracterização da Economia Criativa no Rio de Janeiro, e c) estudos de caso a partir de observação participante e análise de conteúdo a partir de entrevistas comparativas entre dois ambientes de inovação no Rio de Janeiro na intenção de aproximar os conceitos sobre cultura empreendedora, inovação e estratégias de estímulo e apoio ao desenvolvimento social, econômico e cultural do setor da Economia Criativa.O impacto dos fatores sociais e culturais no surgimento e sucesso destes ambientes de inovação é problematizado e analisado ao longo desta tese. O estudo visa discutir novas formas de ambientes se relacionarem, apoiarem e estimularem o trabalhador do conhecimento.

Emprendimiento Feminino en Ibero America

04.04.2017
Autor: Senén Barro Ameneiro
Resumo: Los países iberoamericanos han avanzado de manera significativa en la igualdad entre hombres y mujeres en las últimas décadas. Los Gobiernos, las Organizacionesde Sociedad Civil y el sector privado han hecho posible este cambio. El Índice de Desarrollo de Género 2014 (GDI por sus siglas en inglés) coloca a Chile entre los 16 países más igualitarios del mundo y a España y Portugal en elpuesto 32º. Tras ellos, Argentina ocupa el puesto 57º, México el 58º, y Brasil el 81º.
Este trabajo presenta el estado de la cuestión en seis paises iberoamericanos: Argentina, Brasil, Chile, Espana, Mexico y Portugal. Cada uno de ellos se ha centrado y ha destacado aquellas cuestiones mas representativas o que precisan de mayor atencion dentro de sus respectivos paises.
Entendemos que no hay otra via que la de trabajar conjuntamente para acortar las brechas de genero en el emprendimiento de origen universitario en Iberoamerica. Siendo conscientes de que nuestra aportacion es solo un grano de arena para construir una inmensa montana, tambien lo somos de que las montanas se van haciendo grano a grano.

Creativity: people, environment and culture, the elements in its understanding and interpretation

04.04.2017
Autores: Paulo C De Miranda, José Alberto S Aranha and Julia Zardo
Resumo: This paper discusses three aspects of entrepreneurship: people (innovators, entrepreneurs and amateurs) at the core of creative production who ‘function’ as agents of transformation; culture which helps to
motivate people and create a value system (embedded contexts) and; the environment where innovations and entrepreneurial settings function as productive factors to stimulate more creativity.
Looking from these three angles we present a triple helix for innovation related to creativity or the creative industry. Relying on a substantive report issued in 2008 by the United Nations Conference on Trade and Development, we explore aspects linked with the creative industries or the economies that form part of it. Despite differing views on the definition of the term ‘creativity’, the paper tries to
analyse creative people as entrepreneurs, proposing a triadic approach to understand and interpret it, thus presenting our second, more consolidated, triple helix for creative entrepreneurship. We also draw on practical knowledge to discuss the core elements of our triple helix.

Até que ponto as IEBTs estão cumprindo seu dever de casa? Um estudo de caso da Incubadora de Empresas da PUC-Rio

04.04.2017
Autores: Carlos Henrique Berrini da Cunha
Resumo: Este estudo objetiva entender o processo empreendedor e a capacidade das incubadoras de empresas em promover a capacitação técnica dos empresários e desenvolver projetos, transformando-os em empresas prósperas.
A bibliografia sobre o assunto é recente e baseia-se em casos e experiências ocorridas. O desenvolvimento do setor é bastante grande e vem ocorrendo com certa velocidade, gerando uma demanda por estudos e produção científica.
Por se tratar de pesquisa exploratória, o método escolhido foi o estudo de caso, do qual objetiva-se obter informações atuais e que representem a realidade.
O universo da pesquisa irá restringir-se apenas às incubadoras de empresas de base tecnológica, sendo a amostra composta pelas empresas residentes no Instituto Gênesis, a Incubadora de Empresas da PUC-RIO.
Com base nos resultados poder-se-á verificar processos empreendedores, capacitação de empresários, desenvolvimento tecnológico e geração de empresas prósperas.
O referencial teórico apresenta os conceitos de Empreendedorismo e IEBTs.

Processo de comunicação da informação em empresas de uma incubadora tecnológica

04.04.2017
Autores: Marcio Gonçalves
Resumo: Apresenta os resultados de pesquisa-dissertação sobre o processo de comunicação da informação em incubadora de base tecnológica do Instituto Genesis da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Discorre sobre o cenário atual das incubadoras no Brasil e no Rio de Janeiro, especificamente, discutindo a aplicação do modelo de gestão para incubadoras de empresas criado pela Rede de Incubadoras, Parques Tecnológicos e Pólos do Rio de Janeiro (ReINC), no que diz respeito ao módulo de informação. Aborda as questões da informação na perspectiva dos canais formais e informais de comunicação e da oferta e demanda de informação em incubadoras. Relata a participação da ciência da informação no mapeamento dos processos de comunicação da informação, destacando a importância da transferência de informação e da transformação desta em conhecimento.

The role of university incubators in stimulating academic entrepreneurship

04.04.2017
Autores: Eva Stala, Tales Andreassib e Asa Fujinoc
Resumo: Many Brazilian universities have technology-based incubators, but there is a small presence of firms created by students, alumni or teachers(spin-offs). Thus, such incubators do not encourage the transfer of technologies developed in universities to society, through the creation of new businesses, one of the main ways of university–industry interaction. To test this assumption, we studied eight university incubators. As a theoretical basis, we used the concepts of open innovation and university; as a methodology, we adopted a qualitative approach through theuse of bibliographical, documental and field research, with in-depth interviews. Results show that there is no priority for companies created from academic research results, despite the incubators’ preference for projects that have a high potential for interaction with the university. Also, thereare few efforts to attract the academic audience, which leads to underutilization of this important channel for the transfer of research results.

Alinhamento das incubadoras de empresas ao contexto regional no Estado do Rio de Janeiro; uma comparação entre metrópole e interior

04.04.2017
Autores: Guilherme de Oliveira Santos
Resumo: Esta dissertação tem como objetivo analisar o alinhamento das incubadoras de empresas ao contexto regional no Estado do Rio de Janeiro (ERJ), fazendo uma comparação entre metrópole e interior. O referencial teórico da análise-se no âmbito da teoria sobre conhecimento regional e da geografia econômica, o papel das regiões nas atuais dinâmicas de conhecimento, com para o papel das incubadoras de empresas enquanto “instituições-ponte” que a sinergia entre a infraestrutura de ciência e tecnologia e o setor produtivo.

Canvas Germinação Impacto Socioambiental

01.01.2017
Canvas para participação do processo seletivo para Germinação gratuita de Impacto Socioambiental.
  • TAGS

CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Arte de empreender: um estudo de caso da Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará

11.08.2017
Autor: Rebecca do Nascimento Castello

Resumo: O ensino do empreendedorismo no Brasil origina-se nos anos 80, com o objetivo de mostrar aos alunos que empreender era uma das alternativas à carreira de executivo, um estímulo ao desenvolvimento econômico e social. Contudo, mesmo difundido em todo o país por meio do SEBRAE desde 1993, o estudo do empreendedorismo ainda não foi amplamente instituído. Por exemplo, o curso Empretec no Pará ainda aquém de um ensino popularizado. Diante disto, esta pesquisa se propõe elaborar um curso de empreendedorismo na Escola de Teatro e Dança da Universidade Federal do Pará - ETDUFPA. Esta amostra foi escolhida com base no foco da pesquisa em empreendedorismo no campo do ensino das artes em Belém. A metodologia utilizada foi a análise bibliográfica sobre empreendedorismo e o mercado de trabalho de teatro e dança no município. Nas conclusões da pesquisa fica evidente o impacto da ausência do ensino do empreendedorismo, corroborado pelo desenho curricular dos cursos de teatro e dança e pela quantidade de companhias de dança em Belém que sobrevivem no mercado, foi elaborado nessa pesquisa um plano de ação para a criação do curso de empreendedorismo na ETDUFPA de forma a, médio prazo, mudar este cenário no campo artístico desta localidade.

Palavras–chaves: Empreendedorismo, artes, mercado, Belém.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Rede de Fornecedores da Agricultura Familiar: uma iniciativa empreendedora solidária na cidade de Barra do Corda (MA)

30.07.2017
Autor: Mayana Diniz da Silva

Resumo: O presente trabalho aborda a proposta de uma intervenção empreendedora na cidade de Barra de Corda (MA), relativa à formação de uma Rede de Fornecedores da Agricultura Familiar, para o fornecimento de produtos agrícolas, advindos de agricultores familiares, a restaurantes, hotéis e supermercados da Cidade, no âmbito da Economia Solidária, fomentando o desenvolvimento econômico local e sustentável.

Palavras-chaves: Economia solidária. Agricultura familiar. Atores sociais. Sustentabilidade. Desenvolvimento local.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Aprender a empreender na formação de professores empreendedores

30.07.2017
Autor: Renan Suaiden Parmejiani

Resumo: Aprender a empreender na educação de professores empreendedores é um curso especifico para professores que formarão os futuros empreendedores. A realização de mudanças na educação deve ser encarada com carinho e seriedade. Este curso de formação continuada de professores multiplicadores do conhecimento empreendedor é uma proposta apresentada como Trabalho de Conclusão de Curso da Especialização em Educação Empreendedora. Busca-se aqui desenvolver um formato inovador, na multiplicação do conhecimento de forma a despertar nos futuros alunos a crítica do pensamento, o preparo na visualização de oportunidades empreendedoras, a curiosidade no autoconhecimento e a motivação para perseguir e realizar os sonhos e ideais. Demonstrar que os desafios postos no caminho podem ser grandes oportunidades, basta que se esteja preparado para enxerga-las e aproveitar. Para tanto, é apresentado uma introdução ao assunto, uma singela revisão de literatura e posteriormente o planejamento do curso. Em seguida é apresentada a divisão dos assuntos estudados em cada aula, a forma de interação dos alunos com a disciplina e professor. São pontuadas formas de condução, mediações e motivação a serem utilizadas pelo docente. Por último as formas de avaliação do aprendizado. Concluímos que o desenvolvimento deste curso pode melhorar a disseminação do empreendedorismo.

Palavras-chave: Empreendedor, professor, motivação, autoconhecimento, formação.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Empreendedorismo e sua aplicação no novo ensino médio - Lei nº13.415/2017

30.07.2017
Autor: Rita de Cássia Dias Akegawa

Resumo: O presente trabalho consiste no Planejamento de Curso destinado aos docentes da educação técnica profissional do IFTM campus Ituiutaba/MG, especificamente aos professores que lecionam nos cursos técnicos integrados ao ensino médio. O curso visa esclarecer a importância de incentivar as práticas empreendedoras em sala de aula, sob a ótica da Lei nº 13.415/2017, a qual modifica o ensino médio brasileiro com a opção dada ao aluno para escolher dentre outros itinerários formativos, a formação técnica e profissional, sendo indispensável para tanto, o conhecimento em Empreendedorismo e Gestão. Dessa forma, o estudante que cursar o ensino médio sob esta perspectiva, terá mais chances de ser um futuro empreendedor planejado auto-realizado na conquista de sua independência profissional e pessoal.

Palavras-chave: Empreendedorismo; Novo ensino médio; Formação técnica e profissional; IFTM campus Ituiutaba/MG
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

A Comissão Empreendedora Multidisciplinar na Escola Técnica de Saúde- ETS da Universidade Estadual de montes Claros - UNIMONTES

28.07.2017
Autor: Maria Raquel Araújo Versiani

Resumo: O presente estudo tem como objetivo a criação de uma Comissão
Empreendedora Multidisciplinar na Escola Técnica de Saúde da Universidade Estadual de Montes Claros - UNIMONTES. A pesquisa contou com revisão bibliográfica da literatura sobre os tipos de empreendedorismo, bem como, pretende apresentar aos alunos do curso Técnico em Enfermagem, através de uma visão empreendedora, um direcionamento de oportunidades do mercado de trabalho, avaliando o perfil destes alunos de acordo com suas habilidades e competências, para auxiliá-los de forma adequada em sua formação profissional. Nesse sentido, espera-se que os estudantes estejam preparados após sua formação, para empreenderem em diversos setores, assumindo riscos calculados, através de um bom plano de ação.

Palavras-chave: Tipos de Empreendedorismo, Inovação de mercado, Técnico em
Enfermagem, Comissão Empreendedora.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

A tecnologia a serviço do empreendedorismo nos povoados de Lagarto/SE

28.07.2017
Autor: Deyvid Kenned Teixeira de Jesus

Resumo: O avanço tecnológico vem atingindo uma marca importante para o desenvolvimento das pessoas. Através dos recursos disponibilizados pela web pode formar profissões, gerar novos negócios e servir de plataforma de comunicação. O objetivo deste trabalho é aliar o uso da tecnologia ao empreendedorismo, desenvolvendo uma página de internet para a disseminação de conteúdos relacionados com a educação empreendedora que contribuam com o desenvolvimento e/ou o fortalecimento de novos negócios. Os conceitos abordados serão importantes aliados a ferramenta direcionada para os trabalhadores do campo da cidade de Lagarto/SE, que fica a 75 quilômetros da capital sergipana. O trabalho propõe uma intervenção auxiliada por estudantes e comerciantes da região na busca de capacitar, formar e fortalecer novos empreendedores.

Palavras-chave: Empreendedorismo, site, tecnologia, educação, inovação.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Proposta de intervenção Empreendedora em um Curso de Engenharia Civil

27.07.2017
Autor: Herbert Melo Cruz

Resumo: Formar alunos capacitados para a atuação no mercado de trabalho, que está em constante mudança, é um dos grandes desafios das instituições de ensino superior. Cada profissão tem suas peculiaridades inerentes ao seu perfil de trabalho, porém é cada vez mais concreto que a formação empreendedora é algo necessário para todas. A engenharia civil enquadra-se nesta situação, já que os profissionais têm um grande campo de trabalho tanto em empregos públicos, privados, quanto de forma autônoma. O problema observado neste trabalho foi a deficiência da formação empreendedora presente em cursos de engenharia civil. Logo, objetivou-se elaborar uma proposta de intervenção empreendedora para este curso, podendo ser aplicada em outros contextos. Foi apresentado um projeto de execução de uma Feira de Empreendedorismo, tendo como resultados esperados fomentar a importância da formação empreendedora bem como consolidá-la, contribuindo para o perfil do egresso.

Palavras-chave:Empreendedorismo; Formação; Engenharia Civil; Feira de empreendedorismo.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Empreendedorismo inovador: Desenvolvimento para instrutores

27.07.2017
Autor: Amilton Magalhães Lage

Resumo: Segundo a pesquisa GEM (2017) disponibilizada pelo Sebrae, o Brasil lidera o ranking dos países com maior índice de empreendedores do mundo. A cada dia um negócio novo surge, e com ele também nasce um empreendedor, seja por necessidade ou oportunidade, diariamente uma nova empresa é instituída. Em contrapartida diariamente uma empresa também encerra suas atividades. Esta situação na maioria das vezes é ocasionada por má administração, ou pelo simples fato do empreendedor não ter conhecimento técnico no que se refere à parte financeira, gestão de pessoas, trato com fornecedores entre outros. A boa vontade conta no processo de gerenciar um negócio mas para se manter ativo no mercado é preciso um conhecimento global de todo o processo empresarial. Por isto o presente trabalho buscou criar um curso inovador de empreendedorismo para capacitar os multiplicadores do ensino empreendedor, utilizando-se para isto de atividade práticas, discussões em grupo e a criação de um plano de negócios. Espera-se portanto desenvolver futuros empreendedores que estarão mais aptos a assumir a gestão de um negócio, ou empreendedores já atuantes no mercado que irão se capacitar para crescer cada vez mais em seus ramos de atuação.

Palavras-chaves: Empreendedorismo, Empreendedor, conhecimento, capacitação

CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Planejamento de um Curso Inovador – Liderança, Atitude e Características do Comportamento Empreendedor

27.07.2017
Autor: Karine Teixeira Pedrosa

Resumo: Este trabalho buscou qualificar professores de cursos de educação profissional para o ensino inovador do empreendedorismo – Liderança, Atitude e Características do Comportamento Empreendedor através de uma revisão histórica do ensino do empreendedorismo no mundo e dos aspectos essenciais sobre educação empreendedora com foco no ensino brasileiro, suas principais características e desafios. A importância da educação para o empreendedorismo no desenvolvimento integral do ser, apontando o empreendedorismo como atitude diante da vida e do mundo em constante evolução. Para disseminarmos a cultura empreendedora em nosso país, faz-se necessária compreensão, estudo e interesse dos educadores; pois é preciso qualificar a mão de obra trabalhadora para o desenvolvimento de ações estratégicas estruturadas. Desta forma propusemos em nosso Projeto, desenvolver ações de formação integral dos professores em uma instituição localizada no município de Sabará que atua com cursos de qualificação profissional desde 2009, oferecendo diferentes cursos gratuitos para população de baixa renda; desenvolvendo atitudes de verdadeira transformação social na vida destas comunidades. Nosso curso de formação empreendedora será realizado no prazo de um semestre; três vezes por semana (segundas/quartas e sextas feiras) através de 66 encontros de três horas cada, num total de seis unidades; perfazendo a carga horária de 198 horas em 33 módulos. Contaremos com um público de até 10 participantes. Sobre a avaliação do aluno, preveem-se em todos os módulos, avaliações específicas, sendo o aprendizado avaliado durante todo o processo com o objetivo de estimular a criatividade dos educadores, a fim de
perpetuarem o ensino do empreendedorismo nas salas de aula.

Palavras-chave: Empreendedorismo; Educação Empreendedora; Comportamento Empreendedor; Desenvolvimento Integral do Ser e Transformação Social.
CURSO EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA

Metodologia para Capacitação de Professores Empreendedores

27.07.2017
Autor: Karlomagno Freitas Stedile

Resumo: O curso de Metodologia para capacitação de Professores Empreendedores se baseia em uma metodologia já existente, mas com inovações nas tratativas de elaboração dos planos de ensino com situações de aprendizagem desafiadoras voltadas as especificidades profissionais de cada participante, mas com o foco em possibilidades de empreendedorismo, tanto em ambientes educacionais ou no chão de fábrica ou ainda em negócios autônomos.

Palavras-chave: Educação, Educador, Educando, Escola, Empreendedorismo.
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 |
1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 | 16 |

PALAVRA-CHAVE

BIBLIOTECA GÊNESIS

PÓS-GRADUAÇÃO EM EDUCAÇÃO EMPREENDEDORA